Vejo muitas dúvidas serem levantadas sobre a certificação CAPM® (Certified Associated in Project Management), as suas diferenças em comparação com a PMP® (Project Management Professional), e outras vezes quais as vantagens ou desvantagens de uma ou de outra. Então resolvi falar um pouco sobre isso, e tentar contribuir com este assunto.

Bom, antes de mais nada, na minha opinião uma não é melhor que a outra, e principalmente a CAPM® não é inferior a PMP®, o que elas são é diferentes em abordagem e em foco.

O principal foco da certificação PMP® é credenciar gerentes de projetos no conhecimento e na aplicação de boas práticas no gerenciamento de projetos, sendo estas práticas reconhecidas pelo mercado nacional e internacional, descritas e sugeridas pelo Guia PMBOK®. Eu traduzo isso de duas maneiras relacionadas:

  1. A certificação PMP® é orientada a profissionais que já atuam no mercado de trabalho na função de gerentes de projeto, ou em outras funções relacionadas ao gerenciamento, e isso se dá através do credenciamento que o PMI realiza para permitir que os candidatos prestem o exame.
  2. A prova é além de complexa muito situacional, ou seja, uma grande parte das questões possui respostas que situam o gerente de projetos em experiências vivenciais, e não só em teorias, esperando sempre a tomada de decisão gerencial.

No caso da certificação CAPM®, o principal foco é credenciar membros de equipes de projeto no conhecimento e na aplicação das mesmas boas práticas descritas pelo Guia PMBOK®, porém, em outras funções diferentes do gerente de projetos, atividades estas que contribuem para a aplicação das práticas, e ajudam muito na eficiência e eficácia na execução do projeto.

Sendo que na CAPM®, não é necessário apresentar experiência em gerenciamento de projetos para a realização da certificação, e a prova não é situacional como a PMP®, ou seja, as perguntas não situam o profissional como gerente, e não focam em respostas gerenciais e decisórias. Neste caso a prova foca nos processos, ferramentas, técnicas, entradas e saídas descritas no guia, focando no conhecimento, e no possível uso de todos estes artefatos no dia-a-dia.

Em resumo, temos a certificação PMP® direcionada a gerentes de projeto já atuantes nesta área, e com uma prova que aborda principalmente decisões do dia-a-dia do gerente de projeto, como gerente de projeto.

Já a CAPM® é direcionado aos integrantes da equipe do projeto, que irão trabalhar em conjunto com o gerente de projetos, o ajudando a aplicar as boas práticas definidas, além de entender e falar a mesma linguagem do gerente e de outros que utilizam os mesmos padrões, no entanto sem a cobrança de decisões gerenciais.

Como conclusão mais simplista, a certificação PMP® é voltada para os profissionais que são gerentes de projetos, e pretendem atuar como tal, aplicando e disseminando as boas práticas do Guia PMBOK®. Já a CAPM®, é para os profissionais de qualquer área de atuação, e qualquer função, que querem conhecer as boas práticas do Guia PMBOK®, e até aplicá-las em seus projetos ou em seus trabalhos em outras áreas que necessitam de gerenciamento informal, mas que não são ou não pretendem ser gerentes de projeto. Neste último também pode ser o caso do profissional que não tem nenhuma experiência com gerenciamento de projetos, sendo então a CAPM® o primeiro passo, e futuramente após obter experiência com atividades gerenciais, dar o segundo passo e prestar a PMP®.

Antes de finalizar, gostaria de comentar sobre o conteúdo das provas, que várias vezes é mal interpretado também.

Para ambas as certificações o melhor conteúdo, mais completo e mais indicado é o Guia PMBOK®, porém as provas são diferentes, e apesar do conteúdo ser o mesmo, a forma de estudo e preparação pode ser um pouco diferente também. Como eu já mencionei a PMP® tem dezenas de questões situacionais, em que o candidato a certificação precisa pensar como gerente de projeto, e tomar decisões, já na CAPM®, isso não acontece, e o foco é apenas o entendimento correto dos grupos e processos descritos.

Lembro, que esta abordagem diferente da CAPM®, não a faz simplesmente mais fácil que a PMP®, são apenas ângulos diferentes de visualizar e aplicar o conteúdo. Por isso eu reforço, tenha em mente qual o seu objetivo profissional, e onde pretende aplicar os conhecimentos adquiridos com o Guia PMBOK®.

Por experiência própria, se você direcionar os seus estudos ao que realmente quer praticar, a sua conquista será muito mais saborizada, e você colherá frutos muito mais desenvolvidos.

Dica: Na área PMBOK® deste blog há um bom conteúdo para complementação dos estudos para a PMP® e CAPM®.